Fênix

dezembro 13, 2008

Olá!Quanto tempo!

Eu estava com saudades. Não aquela saudade mortal,  em que não paramos de pensar, mas estava sentido falta. E por falar em saudade sabia que o portugues é a única lingua que tem essa palavra? SAUDADE. As outras linguas traduzem como nostalgia muitas vezes, mas sabemos que saudade não é isso. Saudade é sentir falta, por isso que no ingles corriqueiramente usa-se “I miss you”, por exemplo.

Mas não estou aqui para falar de saudade, pelo menos a priori. Estou aqui para recomeçar a postar no blog.

Para evitar de ficar um post muito extenso, visto que faz uma semana que eu não escrevo aqui, contarei as coisas não em ordem cronológica, ou melhor, não em ordem totalmente cornológica. Vou escrever da forma em que eu for lembrando.Talvez seja dessa forma que eu vá escrever daqui para frente também. Vou escrever como se eu estivesse conversando e não apenas contando. Tentarei ao máximo não apagar coisas e reescrever de uma melhor forma, apenas irei escrevendo.

Primeiramente, vou explicar porque fiquei tanto tempo sem escrever. Como eu disse num dos últimos posts, eu estou em reta final do semestre. Agora de fato. Tenho que fazer provas na segunda e na terça. Não estava me sobrando tempo hábil, e o que sobrava eu estava aproveitando para tentar descançar um pouco, visto que eu não estava dormindo bem à noite por estar com a cabeça populada de vários pensamentos.

Cheguei a conclusão de que ano que vem vou ter que me organizar com agenda. Semana passada marquei dois casamentos apra tocar no mesmo dia e estou precisando para saber o q eu tenho que fazer cada dia.

É muito ruim ficar muito tempo sem escrever. Não consigo lembrar de tudo, e aí se foram alguns dias do meu diário eletrônico. Deixo aqui uma nota para o futuro: “Lembrar que nesses dias nada de muito relevante aconteceu e não é necessário se preocupar”.

Assim eu estarei menos preocupado no futuro.

No casamento que eu toquei não havia ensaiado com o músico com que eu iria tocar. O nome dele é Fábio e ele é o tecladista da banda que irei voltar a ensaiar. Ele toca muito bem, mas como havíamos tocado apenas uma vez juntos em casamento demoramos um pouco para nos entender. Esse casamento aconteceu no sábado em bateias.

No domingo fui fazer a segunda fase da federal. A minha segunda fase tem apenas redação. Consegui escrevê-las em 2,5h. Dentro de um prazo que estipulei mentalmente. Eu estava contando os minutos para dar tempo de eu estudar para a prova de circuitos. Ao chegar em casa me “internei” o quanto antes nos livros pois além de circuitos eu tinha que estudar cálculo 3. Comecei estudando cálculo 3 e perto das 9:00 voltei a estudar circuitos. Voltei pois já havia estudado um pouco em dias anteriores. Fui até às 4:00 estudando, nã aguentando mais resolvei tirar um cochilo antes de ir para a faculdade. Eu deveria acordar 5:30. Acordei era 7:00. Completamente atrasado. Arrumei-me do jeito mais rápido possível, cheguei com 45 minutos de atraso na prova. Esta por sua vez foi uma comédia. Muita “cola”. Estudo é como Lei de Murphy. Tudo o que você deixa de estudar e que tem uma probabilidade de cair na prova, vai cair na prova. Feita perto da metade da prova saio da sala e vou para a sala em que teriamos prova de cálculo 3 para relembrar as fórmulas. Faço uma prova não tão boa mas o suficiente para eu passar.

Estou tentando lembrar o que aconteceu nos outros dias mas tenho apenas vultos que permeiam minha mente entao serei mais superficial do que fui até agora.

Na terça-feira fui ao aniversário do Tiago(ex-cunhado). O grupo de jovens estava em peso na festa. Ficamos um bom tempo cantando. Toquei muitas coisas no violão e fiz um monte de palhaçadas. Estava feliz naquele dia pois depois de ter feitos as ultimas provas, não finais, parecia que eu tinha livrado um peso enorme das costas. Na terça-feira mesmo tivemos prova de matemática discreta(substitutiva) e depois fomos num barzinho tomar algumas com o professor. Peguei um pouco de chuva na ida para o aniversário.

Quarta-feira nos despedimos do professor de matemática 2. Foi a melhor matéria que tivémos esse semestre. Compramos umas comidas e depois fomos para a ultima aula experimental de circuitos. O restos do dia acho q eu vim para casa e tentei estudar, mas não rendeu.

Quinta-feira, só fui à tarde para a faculdade com o intuito de estudar circuitos, mas acabei indo para o laboratório terminar umas experiências. Tive prova de inglês no início da noite. Vim para casa e não sei o que fiz, mas não fui dormir tão cedo.

Hoje acordei não muito tarde, mas tmabém não muito cedo. Acordei eram 7:30 e fui para a faculdade pois tinahmos marcado de estudar(está parecendo que vou manter o padrao dos posts agora. Só está parecendo, pois já estou em 820 palavras, você já está cansado de ler, são 1:50 e eu estou com um sono danado). Na parte da manhã ficamos corrento contra o tempo para terminar os relatórios de circuitos. Feito isso esperamos o Luis voltar de uma aula. Isso aconteceu 15:30 e foi quando fomos almoçar. Depois fomos estudar de fato. Estudamos até umas 19:15 e foi quando eu e o Renato nos retiramos para ir assistir um espetáculo no Tetro Guaira. O nome do espetáculo era “Qebra Nozes”. Foi muito bom. Sentamos não muito longe do palco e a produção estava bem boa. Vim para casa com receio de ser assaltado, mas tudo ocorreu bem. Esperei cerca de 20 minutos o ônibus. Cheguei em casa mexi um pouco no computador, fui comer e voltei aqui para escrever.

Escutei Beirut. É a banda que toca a musica tema do Bentinho e Capitolina em “Capitu” da globo. Ainda não estou acompanhando a série, mas peguei os episódios com o Renato.

Minha cabeça está cansada. Eu gostaria de escrever mais. Enriquecer de detalhes o post, mas não vai mais. Gostaria até de contar as coisas gostosas que vi. Gostosas no sentido de serem simples, ingênuas, quase inotáveis e que mostrar a riqueza de sentimentos. Mas terei outras oportunidades.

Tenho uma promessa: TERÇA-FEIRA QUE VEM, TERÁ NOVO EPISÓDIO DE QUAL O CAMINHO? – A HISTÓRIA. Eu ia começar hoje, mas não deu muito certo.

Por que esse título para o post?
Pois como na lenda da fênis estamos renascendo os posts das cinzas.

Agradeço a sua compreensão com minha falta de posts e tentarei fazer o máximo para que isso não aconteça mais.

Um abraço grande para você e estou aguardando comentários para me animarem a escrever mais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: